Câmaras do Cávado criticam restrições legislativas ao uso de solos

As Câmaras que integram a CIM Cávado – Comunidade Intermunicipal do Cávado (Amares, Barcelos, Braga, Esposende, Terras de Bouro e Vila Verde) criticam a rigidez de alguns organismos do Estado, que, em processos de revisão de PDM’s (Planos Diretores Municipais) fazem uma interpretação restritiva da legislação. Tal facto, lamentam esta quarta-feira, em comunicado, “pode levar a uma redução drástica das classificações de “solo urbano”, com prejuízos graves para as pessoas que pretendam construir as suas habitações”.

Deixe um comentário

Generated by Feedzy